APRESENTAÇÃO

Inicialmente o Brasil Brasileiro foi construído para dar apoio aos pesquisadores na área das Ciências Humanas. Entretanto, as indagações sobre a possibilidade de apoio para outros ramos do conhecimento, acrescidas das dificuldades institucionais contemporâneas, da precariedade material, dos minguados recursos destinados ao desenvolvimento científico, e da velocidade das redes telecomunicativas - muitas vezes excluindo grande número de profissionais diante da mutabilidade das novas exigências - que podem levar à perda de escritos ou pesquisas, conduziu os responsáveis por este documento a mudanças e à diversificação, favorecida pela interdisciplinaridade, onde serão incluídos espaços para outras áreas do conhecimento.

Em CULTURA NACIONAL, o testemunho da experiência na busca do conhecimento, inclinar-se-á, em alguns pontos, a não considerar a rigidez da objetividade científica passada - que não raro almejava verdades perenes -   colocando-se de maneira despretensiosa, como forma de diálogo silencioso do pensamento, com muitas voltas e retornando ao ponto de partida por um atalho inopinado, causando surpresa diante da simplicidade da nova estrada, mas evidenciando que somente assim se pode conhecer e compreender a realidade brasileira atual. 

  A Editora Textos Brasileiros, aqui estruturada, visa divulgar trabalhos científicos  procurando preservar, manter e estimular a qualidade destes e de todo o envolvimento individual na árdua mas gratificante busca do conhecimento. Contará com secções que contemplem a interdisciplinaridade, objetivando dar suporte aos escritos estritamente científicos, acreditando, desta forma, fornecer um esboço do cenário científico-cultural brasileiro. 

  Cabe esclarecer que as idéias aqui expressadas não são originais. Tornaram-se, porém, parte integrante dos que efetuam este trabalho, no momento em que se enraizaram no instintivo assentimento da auto-visão de mundo, conformando-se em realidades sediças que caracterizam o conhecimento.Evidencia-se, entretanto, a necessidade de  colocar o que se entende por cultura e conhecimento, onde a busca  pelo auto-conhecimento cultural, deverá sempre observar a utilização das energias profissionais mantendo uma conduta condizente com a individualidade, evitando, certamente, um comportamento aparvalhado, presente em quem se considera dono da verdade. Nas palavras de Lin Yutang "[...] quando falo em diálogo, não quero significar uma série de perguntas e respostas como nas entrevistas de jornais, nem esses editoriais cortados em parágrafos curtos: refiro-me a dissertações realmente boas, longas, sossegadas, com muitas voltas, e regressando ao ponto de partida pelo atalho mais inesperado, como um homem que volta para casa pulando uma sebe [...], gosto de chegar em casa pulando a cerca dos fundos, e viajar por atalhos [...], familiarizado com o caminho de casa e a campanha que me cerca".

(The importance of living, 1941).


   

  Você está em APRESENTAÇÃO